Você recebe e-mail e encara as vitrines de lojas com as mega liquidações? Eu sim, e todo ano faço o mesmo comentário: o inverno chegou agora e as marcas já estão em liquidação. Algumas já lançaram coleção primavera-verão. A moda urge.

Nós mortais nem sempre conseguimos acompanhar. Mas é por isso que amamos a frase: “a moda passa. O estilo permanece”, atribuída a Coco Chanel. A moda é intensa, mas nosso ritmo é mais intenso ainda. Se você tem o seu estilo, vai saber comprar bem na temporada e nas liquidações.

Agora, uma coisa são as lojas que trocam as suas coleções, outra são as lojas que estão sempre em promoção. Você tem essa sensação? Não estamos em uma fase fácil no país, os varejistas e a indústria utilizam as promoções como incentivo à venda. Afinal, quem vai resistir aquele produto incrível com um preço nunca antes visto neste país?

Nós consumidores saímos ganhando pois é a chance de termos aquele produto incrível por um preço avassalador. É aí que mora o perigo. Sim, nós ganhamos se aquele item estiver dentro do nosso planejamento de compra. Planejamento de compra? Quem faz isso é comprador de loja, de varejo… nós consumimos por desejo e necessidade ué! Não precisamos de planejamento.

Será que não precisamos? Comprar de forma racional, consciente, significa:

– comprar o que vai fazer render as suas coisas;

– combinar com aquilo que você já tem;

– uma compra mais cara, mas de maior qualidade e durabilidade.

Então, a dica é: se os preços estão baixos, é a hora de fazer o planejamento no armário:

– verificar o que tem mais, o que tem menos;

– pensar na quantidade de looks formais e looks informais;

– olhar referências do que você gosta e o que não tem a ver com você (pinterest ajuda)

Comprar com uma listinha, e não o contrário: sair passeando pelas lojas e “achar” que precisa de mais blusa de frio.

Temos várias outras dicas de compra neste texto: http://bit.ly/1UNyEL2

Vale perceber o que mais se usa, o que sempre dá certo nos looks de todo dia. Outra coisa é comprar um monte do mesmo! Algumas pessoas quando se apaixonam por uma peça compram igual de outra cor.

Roupa repetida não rende looks novos no armário (não é pessoal que tem 5 calça jeans iguais?): pequenas variações não fazem diferença. O que faz diferença é o que é novo e complementar, o que ainda não existe em nosso acervo.

Sabe uma coisa que percebo nas pessoas? Tem medo de dizer: não quero levar. Fica com vergonha de experimentar mil coisas e não levar nadinha, fica com preguiça até de entrar para experimentar pois sabe que não vai levar e ainda vai ter que aturar a vendedora  encarando (porque isso existe, sim).

Mas é claro que você pode experimentar o que quiser e testar o que você quiser, se não amar, não leva, você não vai usar depois.

Gostou do texto? Quem você acha que vai gostar também?

Compartilha e deixa seu comentário sobre o que gostaria de ver por aqui.

Um abraço,

 

Natália Cosate

Inspira Consultoria